Seguidores

29 de junho de 2012

Adeus até à eternidade



Da janela da minha Vida
olho esse mar da ilusão,
de ondas e maresia de amor,
que me lembram
esses momentos de fervor
de amor intenso
ora sonhado
ora vivido
e agora sofrido,
deixando dor
a quem um dia
se teve amor...
... hoje olhamos
as nossas imagens,
sentimos o cheiro
desse amor
e da saudade por inteiro
em nossas almas!

José Manuel Brazão


http://www.youtube.com/watch?v=9m7cSx2mkNg



29 de maio de 2012

Meu poema, minha vida!


O espelho que não mente


Olho-me em ti
como meu companheiro
de todas as horas
vivendo as minhas angústias
por erros que não apagam
por amor que se pensou bem doado
vivendo as minhas tristezas
por querer ser melhor hoje do que fui ontem
na busca de me amar
para saber amar os outros
numa luta pela Vida
sempre constante, sem dimensão...
vivendo as minhas alegrias
dum sol nascente
com raios de esperança
e pensamento seguro
num caminhar
com corpo e alma renovados
e  a mão divina
ensinando o caminho libertador!
E olhando para ti
espelho da minha Vida
pela minha face lágrimas
com mistura de verdade e esperança,
 uma força que vive em mim
e com humildade aceitar
os desígnios de Deus
num destino que em mim existe
e olhando-te meu espelho da Vida
tu nunca me mentirás!


José Manuel Brazão


26 de maio de 2012

A Poeta eterniza-se


Num teu poema
que li e reli
senti a presença
dum grande talento!

Cruzámo-nos na Vida
e daí partimos
de mãos dadas
por Ela e pela Poesia!

Grande talento
e poeta de amor
tem as suas obrigações
perante os seus leitores,
que esperam as suas palavras
vestidas de amores
e a alegrarem os seus corações!

A Poeta pode parar,
viver e recomeçar;
nunca desiste
nem acaba,
a Poeta eterniza-se!

José Manuel Brazão

18 de maio de 2012

Tua Alma pede Vida



Acordei diferente, meio ausente.
Como se o corpo não me pertencesse.
Será que a alma fica doente?
Ou com os anos muda silenciosamente?

Ah, mas há algo diferente!
Embora não consiga descrever, sinceramente...
Talvez seja coisa da lua, dos astros,
da personalidade o sobressair dos traços.

A verdade é que hoje no corpo não me acho!
Sinto que sou mais do que esse pequeno espaço
e não me basto!
Quero tudo, mais um pouco e ressalto:

Acordei diferentemente viva!
Nua das coisas de uma passada vida vazia.
E como poderia?
Calar no corpo a alma, condena-la à agonia?
Decido ouvi-la e sem dizer nada ela só pede VIDA!

Pois que VIVA!

Anna Carvalho.




Amanheci diferente
em que o Sol era radioso
e logo pensei em ti;
tua alma cruzou-se com a minha,
pressenti e senti mesmo,
ela a pedir Vida!

José Manuel Brazão




11 de maio de 2012

Até quando Poeta?


Tantos momentos
em que  pergunto a mim
até quando?

Escrevi muitos poemas
com o coração cheio de amor
para a Mulher que amei muito!

Ela sonhou, viveu
e pelo futuro ser incerto
também sofreu
e eu
em minhas palavras
evidenciava o sentimento
desse sofrimento!

Foi a flor dos meus poemas,
a musa que me inspirou
e que me fez criar encanto!

Penso sempre
que estes são os últimos versos,
mas logo  vejo
que são os primeiros dos últimos.

Hoje a inspiração tem outro caminho:
a lembrança, a saudade,
que nos encanta e desencanta,
porque tudo está longe,
os corpos, as cidades,
 o querer e não poder!

Fica a esperança
de um dia também incerto
- só Deus sabe –
nos encontrarmos como almas
num local divino,
que nos levará ao perdão na Vida!

José Manuel Brazão




26 de abril de 2012

Lembrando: POETA



Poeta, lindo poeta
Que descreves o amor com tamanha ternura
Que envolve meus labios em gostosa tortura
Pudera em teus braços acalmar tamanha fissura
Poeta, belo poeta,
Que alegra meus dias e encanta minhas noites,
Que excita meio seio com palavras tão doces
Que faz-me lembrar que não estás assim tão longe...
  
Poeta, querido poeta
Roubaste minh'alma de forma tão certa
Bonitas palavras que meu encanto desperta
Certeza de que ti já estou à espera

Vem, não tarda doce poeta!

Anna carvalho

[....]

Tua poesia é um jardim
que me encanta e invade minha alma
e de teu coração saltam palavras
de tua alma vêm flores
com um aroma especial
de grande carinho e amor,
que eu abraço
e meu coração pulsa
como coração poeta
provocando em mim
poemas e mais poemas,
para a Poeta e a Mulher,
que já vivem em meu corpo e alma
e serão momentos de intenso amor
por ti querido, sentido
e por mim desejado
num tempo que é o nosso “mundo”
sonhado, prometido
e agora concretizado!

José Manuel Brazão

* Um presente poético para os nossos visitantes

http://www.youtube.com/watch?v=QAyNFAZvLnE








Anna
Muito obrigado pela tua colaboração como Poeta dos meus Blogs e do nosso.

http://annaeze.blogspot.pt/

Beijooo do ZÉ





25 de abril de 2012

ANNA CARVALHO e o seu aniversário!


Anna querida, conhecemo-nos em 17.Fev.2011 através da Poesia e fomos em frente na Vida e na Poesia!


Na Vida seguimos depois caminhos diferentes, mas ficou uma Amizade muito forte.


Sabes que contarás sempre comigo para dar-te as forças necessárias a enfrentar a Vida e a orientares o teu Filho e meu Amigão Isac!


E neste 25 de Abril não esqueci do teu aniversário!


Quero que sejas feliz na companhia do Isac!


Recordarei aqui as palavras deste dia no ano passado; é sempre lindo recordar os momentos felizes:




Zé, não acreditooooo!
Quanto carinho, que presente lindo!
Ontem já havia me emocionado grandemente nos blogs
e outros sites...
Mas no Luso foi uma grande surpresa, mas teu amor
me surpreende SEMPRE! Hoje só posso dizer MUITO OBRIGADA!
Fiquei mais uma vez muito emocionada!
Beijão Anna

Anna querida
 Sabes como a minha imaginação é fértil! rrss

Estivemos a conversar e não te disse o que já tinha desde ontem preparado aqui no Luso e gravado em rascunhos.

O que mais peço a Deus para ti é seres feliz e que eu testemunhe isso!

Que Deus te abençõe.
Beijo grande
de ZÉ e ZAC


E assim apresento a nossa dupla de poemas " Sem ti " que foi considerada como das melhores que criámos!


Nada há em mim se teus olhos se afastam;
resta uma saudade que molha meu peito,
uma dor que acolhe minha’alma

Nada reluz sem teu Sol em minha vida,
como é triste esse caminhar sozinha...
Jaz em mim uma tristeza infinda!

Sem ti; sou de mim pouco mais que a metade ,
sou o que resta quando os sonhos se vão,
sinto-me sozinha no silencio da escuridão

Minha pele sente a ausência de teus toques,
meus olhos a ausência de tua paz...
Assim sem ti; nada apetece, nada resta...

Anna Carvalho



[....]

A minha vida
sem ti
não faz sentido!

Amo-te
como nunca amei,
está em mim
como parte da minha vida!

Amas
e vives esta paixão
sofrendo,
cada hora, cada dia,
como se houvesse
apenas presente!

Nosso amor
é uma rosa viçosa,
Cuidada em cada dia,
e só morrerá,
quando nós também!

José Manuel Brazão







10 de abril de 2012

Um sorriso para ti


É tão simples saber
como aliviar
o nosso corpo e alma
e transformar a nossa vida;
basta alguém
ter amor no  coração
e enviar um sorriso
com convicção!

José Manuel Brazão

Pouca coisa é necessária para transformar inteiramente uma vida: amor no coração e sorriso nos lábios.
Martin Luther King




9 de abril de 2012

No silêncio do nosso quarto


Neste silêncio
vivemos num céu
dando asas ao nosso amor!

Beija-me com doçura,
olha-me nos olhos
deita em meu corpo
abriga-te no calor deste doce ninho,
mistura comigo a alma!

E teu corpo envolvido em meus braços
voaremos no silêncio do nosso quarto
fazendo amor neste firmamento!

José Manuel Brazão

 * Um quarto que ficará no nosso silêncio *




Lágrimas magoadas


Andei triste,
nem a voz do coração
se ouvia,
nem o seu pulsar
sentia,
apenas
o eco das tuas palavras
parecendo sonhar!

Não era sonho
mas a vida girando
em nós girando,
num despertar do coração,
que me levava a ti
e olhava para as palavras
suadas de amor
e meus olhos
fixaram um verso:
alegra meu coração!


E o meu?
Continua chorando
de dor e sofrimento,
com lágrimas magoadas,
ensanguentadas
em lenta agonia!



José Manuel Brazão

Amar-te-ei para sempre e o meu coração é teu!


Um amor assim,
vivido e alimentado por nós,
só de quem ama com alma!

Um amor
no tempo em silêncio,
na memória do tempo,
com lágrimas guardadas na alma
e outras escondidas na sombra da Lua!

No resto do nosso caminho,
até final desta vivência,
amar-te-ei para sempre,
meu coração é teu

2 de abril de 2012

Abriste o teu coração


Hoje chorei,
nem sei bem ao certo o porque
talvez apenas saudade...

Saudade duma metade
que me envaidece

Saudade de um beijo ainda sem sabor
saudade louca do teu amor...

Vontade de recostar minha cabeça no teu peito
só pra me ouvir em teu coração
Vontade de me entregar sem medo à essa paixão

Que toda distância seja nenhuma
quando os corações batem pelo mesmo querer!

Anna Carvalho


[....]

Vivendo nos teus sonhos
e pensamentos,
estou sempre presente
com os meus olhos
e sorriso que te encantam!

Anseias pelo dia
de me sentires
desejares
e a Vida festejares!

Quem me dera
que esse amanhã
fosse hoje!

Mas serenos
viveremos cada dia,
porque abriste teu coração
e eu já entrei!

José Manuel Brazão


Querido Zé,
Eu, a cada dia mais encantada com a beleza de nossas duplas...Alegra meu coração!
"Que toda distância seja nenhuma
quando os corações batem pelo mesmo querer!"

07/03/2011
Beijão

Anna.




31 de março de 2012

Perdoa-me!

Perdoa
este amor assim!

Um amor
arrebatador,
sem limites,
mas querendo
teu corpo e tua alma!

Um amor
que sinto
sem saber explicar,
mas apenas viver
com ele e para ti!

Um amor
que morrerá comigo,
porque só eu o entendo,
só eu o sinto
e quero sofrer assim…

28 de março de 2012

Mulher de fases


Poesia com emoções: Mulher de fases:


Anna Carvalho

Não há vontade que se acabe!

Vivo em ti
mesmo que a Vida
nem sempre esteja próxima!

No teu corpo escondes
o que te vai na alma,
amor cúmplice
e um coração
que vive junto do meu!

Corpos que se consolam
nos momentos só nossos,
que sonham com o belo da Vida,
com o momento certo
e seus corações clamam:
não há vontade que se acabe!

 José Manuel Brazão

Renascer

Se nessa lua que olho
Brilha para ti também
Como o mesmo céu que me cobre
Cobres à ti também...

Haverás de sentir o leve toque de meus beijos
soprados ao vento em direção ao infinito
As águas dos mares que banham meus pés
Ti chegarão fofocando de minha saudade...

Do pulsar meu coração ritmado junto ao teu,
O calor que aquece teus lábios a procurar os meus
Do emergir dos sentimentos,
Ao refluir doutros amores,

No vagar dos pensamentos,
Ao cavalgar nas emoções;
Faz renascer a esperança
De um parto de duas almas numa só vida!

Anna Carvalho

[.,...]

Num amanhecer diferente
com o Sol despontando
senti-me renascer em teus braços,
com o calor de teu corpo
e o perfume da tua alma!

Deste-me o alento,
a força interior que eu pedia
e tu deste-me sem nada pedires!

Vivendo estes momentos de paixão
em que nos entregamos à Vida,
não quero partir dos teus braços
e neles quero morrer!

José Manuel Brazão


Dueto de um amor absoluto!!!
Lindo e demais emocionante!!
Beijos aos dois
Bea


27 de março de 2012

Sem ti!

Nada há em mim se teus olhos se afastam;
resta uma saudade que molha meu peito,
uma dor que acolhe minha’alma

Nada reluz sem teu Sol em minha vida,
como é triste esse caminhar sozinha...
Jaz em mim uma tristeza infinda!

Sem ti; sou de mim pouco mais que a metade ,
sou o que resta quando os sonhos se vão,
sinto-me sozinha no silencio da escuridão

Minha pele sente a ausência de teus toques,
meus olhos a ausência de tua paz...
Assim sem ti; nada apetece, nada resta...

Anna Carvalho



[....]

A minha vida
sem ti
não faz sentido!

Amo-te
como nunca amei,
está em mim
como parte da minha vida!

Amas
e vives esta paixão
sofrendo,
cada hora, cada dia,
como se houvesse
apenas presente!

Nosso amor
é uma rosa viçosa,
Cuidada em cada dia,
e só morrerá,
quando nós também!

José Manuel Brazão



Assim sem ti; nada apetece, nada resta...

25 de março de 2012

Amanheci com lágrimas de conforto

Antes e há um ano
não pensava estar aqui na Terra!
Julgava entretanto ter partido
e já estar junto de outros entes queridos
e da Maria!

Amanheci hoje e meu pensamento
esteve logo em Maria e em ti Anna!

Emoção apareceu em meus olhos
com lágrimas de conforto
por ter a visão espiritual
dela estar bem, serena,
na sua ascensão
e tu Anna minha alma querida,
superaste bem este ano decorrido!
Eu sabia!

E por isso as lágrimas são de conforto,
pela nossa aceitação e resignação
da vontade de Deus!

Estamos aqui e Maria a zelar por nós,
deixando o nosso destino caminhar!

Por ela rezo pela sua ascensão,
por ti que nossas almas se misturem
num amor divino!

José Manuel Bazão

* Anna
 almas que se misturam. * 



MARIA, minha saudosa Amiga!

O tempo não pára
e já passou um ano!
Daí contemplas
a Vida, nós
os que te amamos.
que sentimos a saudade
da tua partida serena!

Como sorris
para a tua menina do mar,
para o anjo-menino
e para mim,
que li de ti palavras lindas,
que me enviaste
e ainda hoje guardo no meu coração.

Muitas palavras
sobre a menina do mar,
que amarei como uma sereia de Amor!




Para ela foste cedo demais,
mas para Deus em hora de Misericórdia!

Descansa na tua Paz
e ilumina as nossas Almas!

José Manuel Brazão

25.Março.2011 / 25.Março.2012
* Beijo solidário minha querida Anna por tua iluminada Mãe Maria *

22 de março de 2012

TU e EU nos sentimos... tão perto!

Pela janela olho a chuva,
os pingos parecem lágrimas!
Lágrimas da saudade
de não estar junto de ti!

Penso e repenso
a luz que sentiria
ao ver aproximar
o teu corpo do meu!

Abraçar-te, beijar-te,
dizer quanto te amo
e irmos
até ao lago da paixão!

Lago dos nossos desejos
e prazeres, dos nossos sonhos
que viraram realidades,
num tempo e momentos felizes!

Deixo de olhar a chuva;
continuo só,
apenas pensando…

… tu e eu nos sentimos…
tão perto!

José Manuel Brazão

Na verdade só alguém muito apaixonado
pode escrever com tanta eloquência.
Beijo, Zé
Vóny Ferreira



http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&hl=pt-PT&v=Mt3DgB-3ZHQ 

21 de março de 2012

Bom dia futuro!

Já tanto vivi
e fiz tão pouco
para aquilo que sonhei;
mas pacientemente
viverei
dia após dia
cumprindo para o que vim,
semeando tudo de bom que existe em mim
e serenando pelo Amor que dei
e todo aquele que recebi!

Diante da Vida
bom dia esperança
bom dia futuro!

José Manuel Brazão





Acordei diferente...

Acordei diferente, meio ausente.
Como se o corpo não me pertencesse.
Será que a alma fica doente?
Ou com os anos muda silenciosamente?

Ah, mas há algo diferente!
Embora não consiga descrever, sinceramente...
Talvez seja coisa da lua, dos astros,
da personalidade o sobressair dos traços.

A verdade é que hoje no corpo não me acho!
Sinto que sou mais do que esse pequeno espaço
e não me basto!
Quero tudo, mais um pouco e ressalto:

Acordei diferentemente viva!
Nua das coisas de uma passada vida vazia.
E como poderia?
Calar no corpo a alma, condena-la à agonia?
Decido ouvi-la e sem dizer nada ela só pode VIDA!

Pois que VIVA!

Anna Carvalho.

Nosso templo de amor

Pensar em ti
é voar por aí.
Libertar a tristeza
conquistar a alegria,
não me sentir só!

Pensar em ti
é sonhar
com a mulher cautelosa,
sensível, gentil,
generosa,
muito subtil!

Pensar em ti,
é amar
a mulher generosa,
por um amor crescente
em nosso templo de amor!

José Manuel Brazão

[....]

Amarei tua vida dentro da minha
Na união de dois seres em LUZ,
No amor, que sem limites, faz-nos um

Seremos palavras em silêncio
Quando nossos corpos amantes se fundem,
E que mares de desejos nos banhe a alma...

Haja flores nos lençóis, jardim de nosso prazer
Regadas do suor de nossos corpos famintos,
Sejam tatos, línguas, cheiros e instintos...

Façamos o amor em atos,Vivamos o amor em fatos
Sejamos luz em nosso quarto,
Do amor, o nosso templo imaginário!

Anna Carvalho

http://www.youtube.com/watch?v=1hL8YSGDwnU 

20 de março de 2012

Lembrando: Meu amor te peço, não chore! »» com ANNA e ZÉ

Quando penso
e penso em ti,
vem a lágrima,
lágrima teimosa,
por seres generosa,
uma pedra preciosa
a decorar o meu coração!

Quando penso
e penso em ti,
vem o sonho duma paixão,
sonhada, mas por viver!

Quando penso
e penso em ti,
vem a lágrima,
lágrima teimosa,
por ver
não estares ao pé de mim!

Apenas sonho
e vem a lágrima…

José Manuel Brazão

[....]

Amor não chore, são tão puras tuas lágrimas...
Teus lindos olhos que para mim não dormem;
transparentes janelas de tua alma.

Meu amor te peço não chore, daqui ouço teu pranto!
Sabes bem que o amor por ti não morre,
entreguei meu coração ao teu encanto...

Amor abre lindo teu sorriso, veste brilho em tua face!
Devolvo a ti aquela alegria, a paz que outrora perdia;
amo-te com toda verdade, além de nossa vida!

Anna Carvalho


criação em: 31/05/2011

Anna querida
Esta dupla de poemas tem um significado especial , porque o meu poema “Lágrima” com vários anos de criação e sendo muito singelo é um símbolo da minha carreira; há dias com a tua determinação de Poeta – já criámos várias duplas assim - em resposta a ele criaste um poema lindíssimo, mesmo encantador e de rara beleza “Amor não chore” e assim nasceu este momento poético “Meu amor te peço, não chore!” , que ficará em nossos corações e esperemos no de quem nos leia!
Beijo grande

Zé meu querido,
Fico muito feliz por saber que estás feliz, é bom conseguir fazer com que o outro sorria...
Sou grata sempre a tudo que aprendi e aprendo contigo, me completa na vida e na poesia, sem dúvida!
A dupla ficou muito bonita, a música é bela...bom fazer parte desses momentos poéticos...
Beijão,
Anna.



Tu és minha!

Sinto-te
a qualquer hora,
em todos os instantes,
neste lindo amor,
como nunca tive!

Amor com desejo,
e prazer…

Sentes
a confiança que precisas,
o conforto do meu olhar,
das minhas palavras!

Muito nos separa
o mar imenso,
muito nos une
o vento amigo,
mas tu és minha!

José Manuel Brazão


Vou amá-lo sempre, meu coração será sempre teu e sabes disso.
Beijão


http://www.youtube.com/watch?v=ZSq9Lt8wCgQ&feature=player_embedded 



18 de março de 2012

Último desejo do Poeta

Passei anos escrevendo
o Amor, a Vida,
sem dar pelo tempo,
mas estou consciente
 das dificuldades,
do caminho ficar curto!

Mas existe o desejo do Poeta;
gostaria nessa hora
de escrever o poema dos poemas
para Mulher meu ultimo amor
e depois sim...
partir na viagem necessária,
com o poema acabado
e este amor inacabado
a consumar no reencontro divino!

José Manuel Brazão

POETA


Poeta, lindo poeta
Que descreves o amor com tamanha ternura
Que envolve meus labios em gostosa tortura
Pudera em teus braços acalmar tamanha fissura
Poeta, belo poeta,
Que alegra meus dias e encanta minhas noites,
Que excita meio seio com palavras tão doces
Que faz-me lembrar que não estás assim tão longe...
  
Poeta, querido poeta
Roubaste minh'alma de forma tão certa
Bonitas palavras que meu encanto desperta
Certeza de que ti já estou à espera

Vem, não tarda doce poeta!

Anna carvalho

[....]

Tua poesia é um jardim
que me encanta e invade minha alma
e de teu coração saltam palavras
de tua alma vêm flores
com um aroma especial
de grande carinho e amor,
que eu abraço
e meu coração pulsa
como coração poeta
provocando em mim
poemas e mais poemas,
para a Poeta e a Mulher,
que já vivem em meu corpo e alma
e serão momentos de intenso amor
por ti querido, sentido
e por mim desejado
num tempo que é o nosso “mundo”
sonhado, prometido
e agora concretizado!

José Manuel Brazão